Fechamento BP Money: Ibovespa encerra em maior alta desde 9 de setembro; dólar bate R$ 5,61

O Ibovespa fechou em alta nesta terça-feira (20), em decorrência dos ganhos expressivos de bancos e da animação de investidores a respeito da possibilidade de ser firmado o novo pacote de estímulos entre democratas e republicanos, nos Estados Unidos.

O destaque para alavancar o saldo positivo no Ibovespa foram as ações bancárias, que refletiram as expectações de que os resultados do terceiro trimestre serão mais fortes. Os bancos com altas mais expressivas na bolsa sobem entre 3% e 5%, são eles: Santander Brasil (SANB11), Bradesco (BBDC3;BBDC4), Itaú (ITUB4) e Banco do Brasil (BBAS3).

Com a marca do dia de hoje, o Ibovespa retorna ao seu maior patamar de fechamento desde 9 de setembro, dia em que a Bolsa encerrou o pregão cotada em 101.292 pontos.

No exterior, o anseio fomentou essa terça pois hoje é o final do prazo para o ultimato oferecido por Nancy Pelosi, presidente da Câmara de Representantes dos EUA. A representante da Câmera se encontrou hoje com Steven Mnuchin, secretário do Tesouro americano, para tentar novamente fechar o acordo e, segundo um porta-voz de Pelosi, as negociações estavam progredindo.

Nessa tarde, Pelosi disse estar confiante e otimista sobre os democratas conseguirem acordar com a Casa Branca para que o auxílio possa ser distribuído já no início do próximo mês. O pronunciamento da presidente só aumentou ainda mais as expectativas do mercado.

Diante de tal otimismo, as bolsas internacionais tiveram bom desempenho no pregão de hoje.

O índice Dow Jones cresceu 0,4% a 28.308 pontos; o S&P 500 subiu 0,47% a 3.443 pontos e o Nasdaq avançou 0,33% a 11.516 pontos.

Bolsa

O Ibovespa teve alta de 1,91%, aos 100.539 pontos.

Dólar

O dólar comercial subiu 0,12% a R$ 5,61.

Últimas Notícias

Após manifestar frustração com privatizações, Guedes prevê venda de 9 estatais em 2021

Após o ministro Paulo Guedes (Economia) manifestar frustração com a agenda de privatizações, sua pasta divulgou um cronograma prevendo a venda de...

FMI diz que Brasil deve se preparar para esticar auxílios e estímulos à economia

O fim de estímulos econômicos, como o auxílio emergencial, e a persistência da pandemia do novo coronavírus, que incentiva o isolamento social,...

Radar de Mercado: Vale quebra sequência de ganhos; Braskem cai 4%; NotreDame, Qualicorp e Alliar avançam

Após o Ibovespa encerrar a véspera com o maior patamar desde a máxima em fevereiro, o pregão desta quarta-feira (2) é marcado...

PIB deve ter expansão recorde no 3º tri, mas não recuperará nível pré-crise

A economia brasileira deve crescer cerca de 9% no terceiro trimestre deste ano, uma variação recorde, mas insuficiente para recuperar todas as...
- Publicidade -

Notícias relacionadas

FMI diz que Brasil deve se preparar para esticar auxílios e estímulos à economia

O fim de estímulos econômicos, como o auxílio emergencial, e a persistência da pandemia do novo coronavírus, que incentiva o isolamento social,...

Radar de Mercado: Vale quebra sequência de ganhos; Braskem cai 4%; NotreDame, Qualicorp e Alliar avançam

Após o Ibovespa encerrar a véspera com o maior patamar desde a máxima em fevereiro, o pregão desta quarta-feira (2) é marcado...

PIB deve ter expansão recorde no 3º tri, mas não recuperará nível pré-crise

A economia brasileira deve crescer cerca de 9% no terceiro trimestre deste ano, uma variação recorde, mas insuficiente para recuperar todas as...

Acompanhamento BP Money: Ibovespa opera em queda, acompanhando bolsas globais após forte alta

O Ibovespa opera em leve alta na manhã desta quarta-feira (2), após uma disparada no pregão anterior. Anima...