- Publicidade -

Ibovespa encerra perto da estabilidade pressionado por perda de ganhos em rali de commodities; dólar vai a R$ 5,23

O Ibovespa encerrou praticamente estável nesta segunda-feira (10), em meio a desaceleração nos ganhos de um rali de commodities ao longo do dia. O movimento fez com que as ações da Vale (VALE3) virassem para queda após terem batido máxima histórica pela manhã. O fraco desempenho da mineradora foi somado as baixas dos setores elétrico e de varejistas, o que resultou na leve variação negativa do principal benchmark da bolsa.

Em relação a Vale, os papéis da empresa chegaram a avançar 3,5% e alcançar o recorde intradia de R$ 120,45. Ainda nesse cenário, os preços do minério de ferro dispararam 10%, o que confirma a projeção de expansão das commodities para o mercado interno.

Seguindo o radar de mercado, as ações de Via (VVAR3), Assaí (ASAI3), B2W (BTOW3), Lojas Americanas (LAME4), Carrefour (CRFB3) e Magazine Luiza (MGLU3) registraram quedas entre 0,7% e 3,5%.

Já a Usiminas (USIM5), impulsionada pelo ambiente favorável a preços de metais no exterior, teve crescimento de 1%, ao passo que a CSN (CSNA3) subiu 0,2% e Gerdau (GGBR4) perdeu 0,1%.

O destaque do índice hoje foi para a Petrobras (PETR3), que teve alta de 1,25%. A estatal divulgou nesta segunda que assinou contrato com a Keppel Shipyard Limited para a construção da P-78 no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos.

No exterior, as bolsas americanas fecharam em queda devido ao baixo desempenho das big techs, em especial a Tesla, que recuou mais de 6%.

Bolsa

O Ibovespa teve leve variação negativa de 0,11%, a 121.909 pontos com volume financeiro negociado de R$ 31,68 bilhões.

Dólar

O dólar comercial registrou leve variação positiva de 0,07% a R$ 5,231.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas