- Publicidade -

Litecoin, conheça uma das mais promissoras criptomoedas e a Prata dos Criptoativos.

 Atualmente, quando o termo criptomoedas é mencionado, todos pensam automaticamente no criptoativo Bitcoin. Esse costume não surpreende ninguém, afinal o Bitcoin é o maior case de sucesso entre as criptomoedas, tendo aumentado o seu valor de uma forma inacreditável e surpreendente (já tendo ultrapassado a casa dos R$300 mil). 

Entretanto, Bitcoin é apenas uma das muitas criptomoedas existentes atualmente, existem diversos outros criptoativos que tem chamado a atenção dos investidores: Ethereum, Ripple, Bitcoin Cash e outros. Como o Bitcoin é considerado o Ouro das Criptomoedas, a BP Money irá te apresentar hoje o criptoativo que foi apelidado de Prata das Criptomoedas: o Litecoin.   

 O Litecoin foi criado em outubro de 2011 por Charlie Lee, um cientista da computação formado no MIT, com a intenção de ser uma alternativa ao Bitcoin. O Litecoin tem o objetivo de ser usado como uma forma de pagamento (já sendo utilizado atualmente e visando a ampla aceitação no futuro). Neste aspecto o Litecoin tem algumas vantagens sobre o Bitcoin, sendo cerca de 4x mais rápido e tendo um valor unitário menor, o que facilitaria a utilização como forma de pagamento. A maior velocidade do Litecoin se deve ao fato de que mais blocos são gerados por minuto em seu blockchain, fazendo com que uma transação seja executada mais rápido, algo que é essencial para qualquer meio de pagamento.

O Litecoin está entre as 4 criptomoedas mais seguras do mercado, utilizando o mesmo código de segurança do Bitcoin e sempre o utilizando como base para suas atualizações. Como a rede do Litecoin é descentralizada, governos e grandes empresas não são capazes de congelar ou tomar o seu patrimônio criptoativo. 

No momento em que este artigo foi escrito 1 Litecoin custava R$1,1 mil, um valor bem inferior ao Bitcoin (com um preço de cerca de R$330 mil). Apesar do baixo valor atual, o Litecoin é um criptoativo que possui a confiança de muitos investidores, que acreditam na ampla aceitação do ativo como uma forma de pagamento no futuro.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas