- Publicidade -

Ibovespa encerra em alta puxado por disparo da Petrobras e exterior favorável; dólar cai a R$ 5,27

O Ibovespa encerrou em alta nesta sexta-feira (14), impulsionado pelo bom desempenho das ações da Petrobras, que subiram mais de 5%, superando os R$ 26. O resultado de hoje amenizou drasticamente as perdas que o índice vinha acumulando na semana, pressionado pelos temores com a possibilidade de aumento na inflação dos Estados Unidos.

A respeito da estatal, o forte avanço foi um reflexo da divulgação de seu resultado no primeiro trimestre. O lucro líquido reportado foi de R$ 1,17 bilhão, o que agradou os investidores e impulsionou os papéis da empresa.

No radar internacional, os investidores americanos puderam respirar um pouco mais aliviados após as declarações do vice-presidente do Federal Reserve, Richard Clarida. Ele disse que a fraca recuperação dos índices de emprego e a alta maior do que a prevista da inflação não atingem os planos da instituição, logo a mesma permanecerá com sua política de juros e compras de títulos com viés expansionista para apoiar a retomada da economia.

De volta ao cenário interno, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que a projeção dos dados mais recentes tem indicado um maior firmeza na atuação econômica e que a expectativas de economistas para o PIB (Produto Interno Bruto) este ano demonstram isso.

Bolsa

O Ibovespa teve alta de 0,97%, a 121.880 pontos com volume financeiro negociado de R$ 33,73 bilhões.

Dólar

O dólar comercial fechou em queda de 0,8% a R$ 5,271.

Ibovespa pela tarde:

Às 15h00 (Horário de Brasília), o Ibovespa avançava 0,76%, a 121.626 pontos. O dólar comercial recuava 0,74% a R$ 5,27.

O índice ao meio-dia:

Às 11h45 (Horário de Brasília), o Ibovespa subia 0,62%, a 121.453 pontos. O dólar comercial tinha baixa de 0,77% a R$ 5,27.

Como foi a Abertura do Ibovespa?

Às 10h12 (Horário de Brasília), o principal benchmark da bolsa tinha alta de 0,65%, a 121.493 pontos. O dólar comercial operava em queda de 0,62% a R$ 5,279.

Alta da bolsa brasileira acompanha cenário internacional com investidores aproveitando a forte queda da semana para compras. No cenário nacional o destaque é do resultado do primeiro trimestre da Petrobras, apresentando um lucro líquido de R$ 1,17 bilhão. 

Pré Abertura da Bolsa

O Ibovespa fechou o pregão de quinta-feira (13) em alta, impulsionado pelo bom desempenho das bolsas estadunidenses, que vinham enfrentando um período de perdas nos últimos dias.

No Brasil, investidores seguem atentos a temporada de resultados de empresas.

Na véspera, os CDC (Centro para Controle de Doenças, traduzido do inglês) dos EUA, excluem a obrigatoriedade do uso de máscaras para pessoas que já receberam a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Após o anúncio, as ações mais expostas à recuperação da economia subiram. O setor aéreo teve destaque nas altas.

Nesta sexta-feira (14) serão divulgados dados sobre a produção industrial, vendas do varejo e sentimento do consumidor.

A Europa tem alta nas bolsas. O índice Eurostoxx tem queda de 0,4%, apesar disso, o setor de varejo sobe 1%. No Reino Unido, o primeiro-ministro Boris Johnson mostrou-se preocupado com a propagação da nova variante da Covid, que foi detectada pela primeira vez na índia.

A bolsas asiáticas, em sua maioria, encerram o pregão em alta, seguindo a zona do euro e os EUA. Enquanto as commodities seguem em ritmo de queda.

Os índices futuros americanos e as bolsas internacionais têm alta, em sua maioria. Os resultados positivos vêm após sessões de perdas.

Confira os principais indicadores às 7h16:

ÁSIA

Nikkei 225 [+2,32%] 🔵

S&P/A SX 200 [+0,45%] 🔵

Hang Seng [+1,06%] 🔵

Shanghai [+1,77%] 🔵

EUROPA

DAX [+0,58%] 🔵

FTSE 100 [+0,66%] 🔵

CAC 40 [+0,74%] 🔵

SMI [+0,50%] 🔵

ÍNDICES FUTUROS EUA

US 30 [+0,43%] 🔵

S&P 500 [+0,62%] 🔵

Russell 2000 [+0,74%] 🔵

Nasdaq [+1,05%] 🔵

COMMODITIES

Ouro [+0,56%] US$ 1.834,25 🔵

Prata [+0,82%] US$ 27,277 🔵

Cobre [-1,01%] US$ 4,6430 🔴

Petróleo Brent [+0,87%] US$ 67,63 🔵

Petróleo WTI [+0,88%] US$ 64,38 🔵

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas