- Publicidade -

Bolsa opera em queda e ações governamentais seguem no radar dos investidores

A bolsa brasileira opera em queda nesta quarta-feira (24), impulsionada por retração nas ações das corporações bancárias. Registra também mais um dia de recuperação nas ações da Petrobras, após dias turbulentos, além de alta na Eletrobras, resultado da ação governamental de envio de uma Medida Provisória ao Congresso com objetivo de destravar o processo de privatização. Esta semana será apresentado também o texto que autoriza a privatização dos Correios. A ação, ainda que não imponha mudanças concretas, renova o fôlego do mercado diante das promessas.

Desde que iniciado em 2019, o governo Bolsonaro não conseguiu entregar nenhuma das prometidas privatizações e enxugamento da máquina pública. O que se viu no período foi apenas vendas de alguns ativos em estatais, a exemplo da Petrobras, mas que não necessariamente reduzem os custos do setor público, uma vez que os aportes financeiros estão sendo destinados aos caixas das próprias empresas para equiparar rombos anteriores.

Foi divulgado hoje a prévia da inflação, que no mês de fevereiro, puxada pelas altas na gasolina, cravou a margem de 0,48% (reveja).

No exterior, os índices futuros americanos e as bolsas europeias sobem após o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, tranquilizar investidores quanto à política da instituição.

Às 12h07 minutos, a B3 operava em queda de 0,22%, a 114.979 pontos. O dólar também marca variação negativa de 0,15%, cotado a R$ 5,43.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas