- Publicidade -

Bolsas operam sem direção, enquanto projeção otimista do FMI para a recuperação global chama atenção de investidores

Após perder o ritmo de crescimento, o Ibovespa encerrou próximo da estabilidade, na terça-feira (6). O resultado foi alavancado pelo recuo das bolsas americanas, que interromperam a sequência de máximas que obtiveram nos últimos dias.

No Brasil, o Orçamento de 2021 segue sendo uma questão. Tendo em vista a proposta de veto parcial de emendas no orçamento, já que a proposta, aprovada pelo Congresso, não destina capital suficiente para despesas obrigatórias, na mesma medida que amplia gastos com defesa e emendas parlamentares destinadas a obras nos redutos eleitorais de congressistas.

Ainda sobre o Brasil, foram registradas, na terça-feira (6), 4.211 mortes por Covid, um novo recorde. O número equivale a mais de três mortes por minuto. Os EUA são o único outro país que atingiu esta marca.

As principais bolsas americanas estão encerrando seu quarto trimestre de ganhos. Os índices americanos operam sem direção, com investidores aguardando a divulgação da ata da reunião do Federal Reserve, a fim de saber se o banco central americano pretende iniciar a normalização mais cedo, mas as expectativas seguem para uma postura mais prudente da autoridade monetária.

As bolsas globais têm desempenho misto. Apesar disso, investidores seguem atentos à projeção otimista do FMI quanto à recuperação global.

Confira os principais indicadores às 8h19

ÁSIA

Nikkei 225 [+0,12%] 🔵

Hang Seng [-1,24%] 🔴

S&P/A SX 200 [+0,61%] 🔵

EUROPA

Dax [+0,05%] 🔵

Euro Stoxx 50 [-0,21%] 🔴

Classic All Share [+0,16%] 🔵

ÍNDICES FUTUROS EUA

US 30 [+0,02%] 🔵

Russell 2000 [+0,07%] 🔵

S&P 500 VIX [-0,21%] 🔴

COMMODITIES

Ouro [-0,49%] US$ 1.734,45 🔴

Prata [-1,17%] US$ 24,933 🔴

Cobre [-0,95%] US$4,0765 🔴

Petróleo Brent [+0,97%] US$ 63,37 🔵

Petróleo WTI [+0,74%] US$ 59,80 🔵

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas