- Publicidade -

Ibovespa encerra em alta puxado pelo otimismo com pacote de estímulos nos EUA; dólar cai a R$ 5,60

O Ibovespa encerrou em alta nesta segunda-feira (1), seguindo o bom desempenho das bolsas dos Estados Unidos, que avançaram frente ao otimismo de investidores. Apesar do resultado positivo, o crescimento do índice foi limitado devido às ações de bancos.

No setor bancário, as instituições reduziram os ganhos graças a notícia vinculada pelo jornal O Globo, que divulgou a decisão do governo de aumentar o imposto cobrado sobre os bancos para zerar a compra do PIS/Cofins sobre o diesel, como meio de suavizar os efeitos do aumento no preço do combustível, que afetavam especialmente os caminhoneiros.

Além disso, foi acertado limitar a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de carros para pessoas com deficiência e acabar com renúncias tributárias para o setor petroquímico. A medida também inclui zerar o imposto federal sobre o gás de cozinha (GLP).

A respeito do exterior, a B3 foi impulsionada pela animação de investidores americanos com a aprovação do pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão, proposto pelo presidente Joe Biden, pela Câmara de Representantes. Mediante a isso, o projeto segue agora para o Senado, em um cenário mais confiante para a recuperação da economia do país.

No radar interno, a atenção continua voltada à votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial, que deve ocorrer nesta semana. Segundo o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), o auxílio emergencial será pago até junho de 2021 em parcelas de R$ 250, apesar da PEC Emergencial ainda não ter acordo para votação.

Sobre empresas, a Petrobras permanece sendo o foco dos debates. A estatal anunciou uma nova manutenção nos preços dos combustíveis, elevando a gasolina em R$ 0,12, o que equivale a 4,7% de aumento, e o diesel em 5% ou R$ 0,13. 

Bolsa

O Ibovespa avançou 0,27%, a 110.334 pontos com volume financeiro negociado de R$ 36,15 bilhões.

Dólar

O dólar comercial fechou em leve variação negativa de 0,09% a R$ 5,60.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas