- Publicidade -

OPÇÕES: DERIVATIVOS NO DIA A DIA

E aí, tudo bem com você?

Hoje o papo sobre derivativos em nosso cotidiano e iremos trazer aqui, o seguro do carro como um exemplo para ilustrar esse nosso entendimento. Vamos lá?

Na compra de um veículo (R$ 100 mil, por exemplo) o proprietário temendo roubo decide pagar um valor (R$ 3 mil) à seguradora para ter o direito a um veículo novo.

Características do seguro:

. O valor pago (prêmio) deriva do valor do bem. Carro mais caro, seguro mais alto.

. O seguro expira em uma determinada data (vencimento)

. A apólice dá o DIREITO ao comprador de VENDER seu carro avariado à seguradora por um valor pré – estabelecido (strike).

Proprietário (comprador da Opção de venda): Tem direito a receber da seguradora um novo veículo, caso o sinistro ocorra durante a validade da apólice. Para isso pagou R$ 3 mil.

Seguradora (vendedor da Opção de venda): Tem a obrigação de pagar um carro novo ao cliente no valor pre acordado (strike).

O que ocorre caso nada aconteça durante a validade do seguro?

  1. A seguradora ganhou o valor do prêmio (R$ 3 mil)
  2. O cliente terá que adquirir nova Opção de venda (seguro) válida até novo vencimento

Ah… as Opções de venda são chamadas de PUT, portanto agora já sabe: quando comprar o próximo seguro do carro, está comprando um direito de vender, ou seja, uma PUT.

Ficou claro pra você?  Quer aprender a operar Opções e fazer uma virada financeira em sua vida? Segue a gente no Instagram @turbineseusganhos  e vem turbinar com a gente!

Forte abraço e até a próxima!!

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas