- Publicidade -

Lucro da Movida alavanca 64,9% e bate R$ 138,7 mi no 4TRI

A Movida registrou lucro líquido ajustado de R$ 138,7 milhões no quarto trimestre de 2020, o que representa um crescimento de 64,9% ante igual período de 2019. No ano, o lucro líquido ajustado totalizou R$ 233,6 milhões, leve avanço de 2,5% ante o ano anterior.

 Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 305,3 milhões, alta de 16,3% ante igual etapa de 2019. No fechado do ano, o indicador chegou a R$ 894,9 milhões, expansão de 19,9% ante o ano anterior.

 A receita líquida totalizou R$ 990,7 milhões nos últimos três meses de 2020, leve queda de 1% ante um ano antes. No acumulado de 2020 a receita líquida chegou a R$ 4,085 bilhões, alta de 6,5% ante 2019.

 A despesa financeira líquida do quarto trimestre foi de R$ 37 milhões, uma redução de 30% em relação ao mesmo trimestre de 2019. No ano consolidado o efeito líquido foi 12% menor.

 Segundo a empresa, nos últimos três meses do ano houve o impacto de R$ 6 milhões trazido pela alteração das taxas de contabilização do IFRS16, de nominal para real. “Apesar de uma dívida líquida maior, os juros líquidos ficaram basicamente em linha devido à redução da taxa básica de juros no período e descontos financeiros obtidos em pagamentos junto a fornecedores”, destaca a empresa.

 A Movida terminou o ano com uma alavancagem de 2,7 vezes, considerando a relação dívida líquida/Ebitda.

A empresa encerrou o ano com uma frota de 118.285 carros, uma expansão de 8.624 ante 2019. No segmento de aluguel de carros, a Movida registrou recorde na taxa de ocupação de 78,9% em 2020 mantendo uma frota estável em 71 mil carros, atingindo o recorde de R$ 2.268 na receita por carro no trimestre.

 No segmento seminovos houve expansão de 11,4% no tíquete médio de 2020 em relação a 2019, com tíquete trimestral recorde de R$ 50,1 mil no trimestre e margem Ebitda de 11,7%. Já o segmento de Gestão de Terceirização de Frotas (GTF), a frota ficou em 47,2 mil carros – adição de 8.542 veículos frente a 2019 com recorde no volume de 3,6 milhões de diárias no quarto trimestre.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas