- Publicidade -

Resumão BPM: de olho nas principais notícias do dia

ITA venderá passagens aéreas com ‘preços acessíveis’ e bagagem grátis

O Grupo Itapemirim vai começar na próxima sexta-feira (21) a vender passagens da sua operação, ITA Transportes Aéreos, a “preço acessível”, oferecendo mais espaço entre as poltronas e despacho de bagagens grátis. (veja mais aqui).

Rede D’or tem lucro recorde de R$ 402,4 milhões no primeiro trimestre de 2021

A Rede D’or reportou lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no primeiro trimestre de 2021, um salto de 254,6% se comparado com o mesmo período do ano antes. “Além do sólido crescimento do resultado operacional, o lucro líquido foi positivamente impactado pelo anúncio do pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) anunciados no fim do primeiro trimestre. A taxa efetiva de imposto no trimestre foi de 15% ante 30% no mesmo trimestre do ano anterior”, disse a companhia em seu relatório trimestral. (veja mais aqui).

CVC tem prejuízo líquido de R$ 81 milhões no primeiro trimestre de 2021

A CVC Corp reportou um prejuízo de R$ 81 milhões no primeiro trimestre de 2021, acompanhado de um Ebitda negativo de R$ 63 milhões, que é 43% superior ao registrado no mesmo período de 2020.
A companhai declarou que o desempenho neste trimestre foi positivo, apesar da oscilação de alguns resultados. “Fizemos bons progressos na preparação da CVC para liderar a retomada dos negócios, com uma boa evolução financeira”, (veja mais aqui).

Boletim Focus: Mercado eleva PIB, com projeção de 3,45% em 2021 e projeta queda do dólar, a R$ 5,30

O Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (17) apresentou que o Produto Interno Bruto (PIB) deve seguir avançando, a 3,45% em 2021. O dólar também continuou com estimativa de queda para este ano, a R$ 5,30 – cinco centavos a menos que o último resultado apresentado, (veja mais aqui).

Petrobras comunica ao Cade venda de refinaria baiana para fundo árabe

Petrobras informou à venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM) ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A instalação baiana será gerida pelo fundo de investimento Mubadala, dos Emirados Árabes. O ato de concentração foi publicado no Diário Oficial da União na última sexta-feira (14). (Veja mais aqui)

‘The Big Short’: Michael Burry lança aposta de R$ 3 bi contra Tesla

Michael Burry lançou sua aposta de US$ 530 milhões (cerca de R$ 3 bilhões atualmente) contra a Tesla em um processo regulatório nesta segunda-feira (17). A firma do investidor, Scion Asset Management, tinha opções de venda (PUT) sobre mais de 800.000 ações da empresa de carros elétricos em 31 de março. (veja mais aqui)

Mercado Livre anuncia investimento de R$ 4 bi em SP

O Mercado Livre anunciou nesta segunda-feira (17) que dos R$ 10 bilhões anunciados em investimentos para o Brasil neste ano, R$ 4 bilhões serão destinados ao estado de São Paulo. Em evento em Cajamar (SP) com o governador João Doria (PSDB), a empresa disse que vai empregar 5.000 pessoas por meio de uma parceria com o governo estadual. (veja mais aqui)

Mercado financeiro aumenta previsão de crescimento da economia

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) elevaram a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano de 3,21% para 3,45%.

Para o próximo ano, a expectativa para Produto Interno Bruto (PIB) -a soma de todos os bens e serviços produzidos no país- é de crescimento de 2,38%, ante a previsão da semana passada de 2,33%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 2,5%. (Veja mais aqui)

Nova potência? AT&T confirma fusão com Discovery e negócio pode chegar a US$ 150 bi

A gigante AT&T confirmou um acordo que prevê a fusão de sua WarnerMedia com a Discovery. Caso a operação, confirmada nesta segunda-feira (17), seja aprovada, a nova empresa chega para ser uma concorrente de peso da Disney e da Netflix, duas das gigantes do streaming. A estimativa do mercado é que o negócio pode chegar a 150 bilhões de dólares.

Segundo os termos da transação, a AT&T receberia 43 bilhões em combinação de títulos de dívida e dinheiro. Já os acionistas teriam 71% da nova companhia em papéis. Os 29% restantes ficariam com investidores da Discovery. (Veja mais aqui)

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas