Agenda: coletiva de Powell após reunião Fomc e bandeira tarifária de energia de agosto se destacam

Confira as novidades desta semana!

Nesta semana o destaque está na coletiva de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, que falará sobre a política monetária dos Estados Unidos. Há uma expectativa do mercado estadunidense em relação a essa coletiva por conta dos receios em relação à inflação do país, apesar de autoridades persistirem na ideia de que a alta é temporária.

Por aqui, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) irá definir a bandeira tarifária que será imposta a partir de agosto. É necessário considerar que o Brasil está enfrentando uma crise hídrica e que uma elevação nas contas de energia já havia sido estabelecida.

 
Segunda-feira: Na agenda nacional a semana se inicia com o tradicional Relatório Focus, acompanhado da sondagem do consumidor pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). No exterior, os EUA divulgam os números de vendas de casas novas da região e ocorre o leilão de Treasuries de dois anos. A Alemanha, por sua vez, traz seu índice Ifo, que trata do sentimento das empresas.
 
Terça-feira: Por aqui, sai dados sobre o investimento estrangeiro direto relativo a junho, seguido do leilão de títulos do Tesouro Nacional.

Lá fora, o movimento é maior, com os Estados Unidos e os números da sondagem industrial do Fed Richmond, referente a junho, a atualização de projeções globais do FMI, além da variação de pedidos de bens duráveis (o núcleo desse mesmo índice também será exposto). Por lá também ocorre o leilão de Treasuries de cinco anos, bem como a divulgação da variação de estoque API e a Confiança do Consumidor Conference Board (CB).
 

Quarta-feira: Na agenda doméstica, mais indicadores econômicos, com índice de preços ao produtor do último mês e dos últimos 12 meses. Além dos números do fluxo cambial da semana iniciada em 18 de julho, dados de empregos com o registro Caged e, por fim, a variação de estoque de crédito dos últimos 30 dias.

No exterior só há movimento nos Estados Unidos. Os números de estoque no atacado dos últimos 30 dias e a variação de estoque de petróleo EIA são expostos.

No radar, ainda nos EUA, a coletiva de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Fed), após a reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês). Além da divulgação da taxa Fed Fund.  
 
Quinta-feira: A agenda nacional está quase esvaziada, somente com o índice IGP-M mensal, bem como o resultado do Governo Central e ainda ocorre o leilão de títulos do Tesouro Nacional.

Na Alemanha sai o índice de preços ao consumidor e a taxa de desemprego relativo a julho. Nos EUA, mais indicadores econômicos, com os números de pedidos de seguro-desemprego, a variação do PIB trimestral e o núcleo do índice de preço PCE trimestral. Por lá também acontece o leilão de Treasuries de sete anos.

Na Ásia, os dados de desemprego do Japão, referente a julho, acompanhado dos números de produção industrial em relação ao mesmo período.
 
Sexta-feira: Ao fim da semana, por aqui, temos a pesquisa PNAD contínua, dados da relação dívida líquida e bruta/ PIB dos últimos 30 dias, bem como resultado do setor público consolidado relativo a junho. Ainda ocorre a definição da bandeira tarifária de agosto pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

No exterior o movimento é maior, com os dados de gastos pessoais mensais nos EUA, seguido do índice de preços ao consumidor do PCE mensal e anual. Além disso, o PMI de Chicago é divulgado e a pesquisa de negócio U.de Michigam também. Por fim e de extrema relevância, a contagem de sondas Baker Hughes.

Ainda lá fora, a Alemanha traz a variação do PIB trimestral e anual. Já na zona do euro, sai o índice de preços ao consumidor mensal e anual (o núcleo deste índice também é divulgado) e a variação do PIB trimestral e anual, além da taxa de desemprego mensal.