Banco Mundial vai destinar US$ 12 bi a vacinas contra covid-19 e promete aumentar investimento ambiental

- Publicidade -

O presidente do Banco Mundial, David Malpass, participou nesta terça-feira (13) de um evento virtual e citou o Brasil, afirmando que a entidade apoia o país e incentiva uma “economia mais verde”. O banco está focado em concentrar recursos para melhorar a questão ambiental do planeta e, de acordo com o dirigente, o valor dos investimentos aumentará para tentar reduzir danos causados este ano. “Investimos US$ 83 bilhões nos últimos anos em meio ambiente e vamos aumentar isso”.

Respondendo a sociedade civil, Malpass relatou que a “recessão no mundo em desenvolvimento fora da China é pior do que pensamos”.

Em uma saída para contribuir com o fim da pandemia, foi anunciado pelo presidente um investimento feito com parceiros de US$ 12 bilhões que será revertido “em vacina e desenvolvimentos” contra o coronavírus. Outro ponto importante frisado por Malpass é a ajuda fornecida a países menos desenvolvidos. “Se um país quiser ter um programa de vacinação e não tiver os meios, nós poderemos ajudar”.

No relatório divulgado pelo Banco na semana passada, o número de pessoas atingidas pela extrema pobreza deve variar entre 88 milhões a 115 milhões graças a covid-19, crescendo para impressionantes 150 milhões até 2021, a depender da severidade da contratação econômica. Esse cenário é projetado principalmente na América Latina, que tem o pior ano econômico em “muito tempo”. “O G20 está decepcionando. Propusemos alívio nas dívidas dos mais pobres”, afirmou Malpess, destacando que pediu cooperação visando os países mais pobres porém, enquanto dinheiro segue sendo enviado aos mais vulneráveis pelo Banco Mundial, os credores seguem cobrando os débitos.

“As economias mais avançadas tiveram como apoiar a recuperação, mas nas menos [avançadas] não foi possível”, disse o representante do órgão. O mesmo concluiu a reunião afirmando que seu foco é que “pessoas nos países mais pobres não paguem pelo resto de suas vidas por dívidas contraídas antes da covid-19”.

- Publicidade -

Últimas Notícias

Collor é alvo de busca e apreensão em investigação da PF sobre licenças ambientais

A Polícia Federal cumpriu nesta quarta-feira (21) mandado de busca e apreensão em endereço ligado ao senador Fernando Collor (PROS-AL) em São...
- Publicidade -

Plenário do Senado aprova indicação e Kassio Nunes é o novo ministro do STF

O plenário do Senado aprovou por 57 votos a 10 a indicação de Kassio Nunes para o Supremo Tribunal Federal, com uma...

Votação da autonomia do BC é adiada para 3 de novembro

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), adiou para o dia 3 de novembro a votação do projeto de autonomia do Banco...

Contratação de temporários para o Natal deve ser a menor desde 2015

A oferta de vagas temporárias pelo varejo para atender às vendas de Natal neste ano deve ser a menor desde 2015, auge...

Notícias relacionadas

Contratação de temporários para o Natal deve ser a menor desde 2015

A oferta de vagas temporárias pelo varejo para atender às vendas de Natal neste ano deve ser a menor desde 2015, auge...

Pronampe terá terceira fase e pode ser adotado como programa permanente

O secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa, afirmou que a terceira fase do Programa Nacional de Apoio às Microempresas...

Espanha atinge 1 milhão de casos confirmados de covid-19

A Espanha ultrapassou hoje a marca de 1 milhão de contaminações pela covid-19, sendo o primeiro país da Europa a atingir esse...

Médico brasileiro morre após participar de testes da vacina de Oxford

Foi noticiado nesta quarta-feira (21) pelo jornal O Globo, o falecimento de João Pedro Feitosa, voluntário brasileiro nos testes da vacina contra...
- Publicidade -