Bradesco anuncia volta escalonada ao trabalho presencial

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Bradesco divulgou nesta quinta-feira (23) que iniciará o retorno escalonado ao trabalho presencial a partir de 4 de outubro.
Segundo o banco, o processo será realizado em cinco etapas, de forma progressiva. O trabalho à distância ainda deve continuar, e cada área da empresa poderá implementar o home office de acordo com as suas características.

Na primeira etapa, 10% dos funcionários das centrais administrativas na capital paulista e Grande São Paulo serão autorizados a retornar aos escritórios.
Já na rede de 3.168 agências em todo o país o retorno será de 100% –hoje as unidades trabalham com 50% do pessoal em um sistema de rodízio semanal.
A retomada nos centros administrativos será voluntária e condicionada a questões como conclusão do esquema de vacinação, a evolução da pandemia de Covid-19 e as condições de segurança do grupo familiar. Funcionários que pertencem ou moram com pessoas do grupo de risco não deverão retornar neste momento.
Além do avanço da vacinação, o Bradesco informa ter tomado a decisão motivado pela retomada da atividade econômica.
A utilização da máscara, higienização das mãos e o distanciamento seguro entre as pessoas serão obrigatórios nas dependências da organização.
“Devemos lembrar que o estado de pandemia permanece e a totalidade do quadro só retornará ao trabalho presencial quando o Ministério da Saúde informar que a pandemia está sob controle”, afirma a diretora executiva do Bradesco, Glaucimar Peticov.
Em todo o país, o Bradesco mantém 97% dos seus funcionários de áreas administrativas em home office.
Considerando todas as áreas, agências e centros aministrativos, o banco possui 87.362 funcionários.
Em nota, o banco afima ter comunicado sobre o retorno aos funcionários e ao Sindicato dos Bancários e que o processo ocorrerá de “forma segura, gradativa e respeitando os protocolos de saúde e segurança, de acordo com o avanço da imunização geral da população”.
“O retorno será paulatino e cada setor ou área fará seu planejamento, dentro do modelo geral que estruturamos”, diz, na nota, o presidente-executivo do Bradesco, Octavio de Lazari Jr.
“É um movimento relevante, que se tornou possível pelo avanço da imunização. Tudo está sendo feito com os devidos cuidados e cautela, pois a prioridade sempre será a saúde”, afirma Lazari Jr.
comunicado do banco afirma também que pesquisas realizadas internamente mostraram que a maioria do quadro de funcionários aprova o home office.
“Várias áreas, inclusive, ampliaram seus conhecimentos, se reinventando, e melhoraram os índices de produtividade”, diz, também por meio da nota, o vice-presidente do Bradesco, André Cano.