Em live da XP, Guedes compromete-se com teto de gastos e defende criação de novo imposto; veja principais falas do ministro

- Publicidade -

Durante a live do última dia do Expert XP, transmitida nesta sexta-feira (16), o ministro da economia, Paulo Guedes, comentou os principais tópicos da agenda econômica. Dentre os assuntos, o ministro defendeu o teto de gastos, ressaltou a questão política nos rumos das reformas e reafirmou a criação de um novo imposto proposta pelo governo.

Ao tocar no assunto do teto, Guedes comentou que houve um movimento “pelas costas” dele para desrespeitar o limite de gastos. Apesar disso, ele afirmou que possui confiança na sua manutenção e que não há planos para a flexibilização. 

Além disso, o ministro abordou a questão política no andamento da agenda governamental. Ele afirmou que os deputados Rodrigo Maia, Ricardo Barros e Arthur Lira têm ajudado a equipe econômica, mas ressaltou que o tempo para as reformas serem implementadas ainda dependem da política. “Prometemos quatro privatizações em 90 dias. O que aconteceu? Política “, disse Guedes.

O ministro segue defendendo a proposta de implementação de um novo imposto. “Eu sou um homem que desiste fácil das coisas? Absolutamente não”, afirmou ele. Segundo ele, “não importa se o imposto for feio, desde que funcione.”

Sobre os gastos com a pandemia, Guedes afirmou que é “imperdoável” usar uma doença que está retrocedendo para pedir mais incentivos. O ministro acredita que uma imunidade de rebanho está sendo atingida e que o país tem boas indicações de uma retomada econômica rápida.

Guedes planeja manter os  juros baixos e a menor tributação para empresas. Para isso, ele afirma que a possibilidade de taxação de dividendos não está descartada.

Ao comentar o novo programa social do governo, denominado de Renda Cidadã, o ministro apresentou ressalvas para evitar um descontrole de despesas. “É melhor ficarmos apenas com o Bolsa Família do que fazer um movimento louco e insustentável. Há 27 programas sociais, podemos juntar e focar nos que realmente precisam”, afirmou Guedes.

Posicionando-se quanto a medidas consideradas populistas que estão no radar do presidente, Guedes afirmou que Bolsonaro “não é populista, mas sim popular”. Para o ministro, não há problemas em elevar os gastos com infraestrutura, contanto que os “3 Ds” (desvincular, desobrigar e desindexar o Orçamento) sejam enfrentados.

O ministro também tocou no assunto dos temores quanto ao futuro. Para ele, os mercados estão se comportando de forma adequada, pois há muito barulho quanto aos rumos do governo. Porém, Guedes mantém o discurso de que a equipe econômica está focada no caminho das reformas e está desregulando e tirando obstáculos diariamente. “Não queremos falsificar o cenário, mas sim criar expectativas críveis”, disse ele.

- Publicidade -

Últimas Notícias

Governo planeja medida para liberar R$ 1,4 bilhão para execução de obras no ano que vem

Os ministros da Economia, Paulo Guedes, e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, estão estudando formas de driblar a escassez de recursos do...
- Publicidade -

EUA registra recorde de novos casos de covid-19 e doença se espalha pelo território americano

Os Estados Unidos reportaram 83.757 novos casos de covid-19 na última sexta-feira (23), um recorde de contaminações diárias, de acordo com dados...

Não satisfeito em destruir o ambiente, resolveu destruir o governo, diz Maia sobre Salles

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), entrou neste sábado (24) na briga pública do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, com...

Senado marca votações da agenda econômica para antes das eleições

O Senado Federal adicionou à pauta da Casa para antes das eleições a votação de projetos da agenda econômica. A decisão ocorre...
- Publicidade -

Notícias relacionadas

Governo planeja medida para liberar R$ 1,4 bilhão para execução de obras no ano que vem

Os ministros da Economia, Paulo Guedes, e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, estão estudando formas de driblar a escassez de recursos do...

EUA registra recorde de novos casos de covid-19 e doença se espalha pelo território americano

Os Estados Unidos reportaram 83.757 novos casos de covid-19 na última sexta-feira (23), um recorde de contaminações diárias, de acordo com dados...

Senado marca votações da agenda econômica para antes das eleições

O Senado Federal adicionou à pauta da Casa para antes das eleições a votação de projetos da agenda econômica. A decisão ocorre...

França atinge um milhão de infecções por covid-19

A França atingiu a marca de um milhão de casos de cobid-19 nesta sexta-feira (23). No total, o governo francês registra 1.041.075...
- Publicidade -