Guedes: ‘Criação de empregos continua em ritmo acelerado’

O Brasil retornou ao patamar pela primeira vez desde o biênio 2015/2016

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira (29) durante a divulgação dos resultados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) no mês de junho, que a economia brasileira continua em ritmo acelerado de criação de empregos. 

“A economia brasileira continua a criar novos empregos em ritmo acelerado”, afirma o ministro. Segundo ele, pela primeira vez desde o biênio 2015/2016, o Brasil retornou ao patamar de 40 milhões de empregos formais.

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), no mês de junho, o mercado de trabalho formal brasileiro registrou um saldo positivo de 309.114 carteiras assinadas. Somando o primeiro semestre de 2021, o saldo do Caged já é positivo em 1,536 milhão de vagas.

“Se pegarmos os últimos 12 meses, geramos 2,8 milhões de novos empregos. O mercado formal atinge agora pela primeira vez desde 2015/2016 o patamar dos 40,8 milhões de empregos”, destacou. O chefe da pasta ainda ressalta que o Brasil está criando 1 milhão de empregos a cada três ou quatro meses.

Guedes evidencia que há geração de empregos em todos os estados e regiões, e nos cinco setores da economia, destacando os campos de serviços e comércio, que abriram a maior quantidade de vagas no mês, com 125.713 e 72.887 postos formais, respectivamente.

“Reagimos, com economia retornando em V, e produzimos ritmo acelerado de empregos”, ele ressalta.