- Publicidade -

Elas em Destaque: Ana Lucia Gonzalez

No dia 08 de março é celebrado o dia internacional da mulher! Em comemoração a esta data tão especial e significativa, a BP Money preparou uma série de entrevistas com mulheres inspiradoras! 

A última entrevistada da semana é a Ana Lucia Gonzalez, formada em Direito com Mestrado em Direito Tributário pela PUC/SP, Mestrado em International Affairs pela NPSIA Canada, especialização em Direito do Estado e em Administração pela FVG/SP. Atuou em escritórios de advocacia, de grande porte, em São Paulo e também em multinacionais americanas e europeias. Atualmente, Ana mora no Canadá com a família e possui uma marca própria de açaí, que está em processo de expansão.

Durante a entrevista, a advogada e empreendedora contou um pouco sobre a sua história, o momento mais marcante na carreira e muito mais!

Confira a entrevista: 

Conte uma pouco sobre a sua trajetória!

Sou formada em Direito com Mestrado em Direito Tributário pela PUC/SP, Mestrado em International Affairs pela NPSIA Canada, especialização em Direito do Estado e em Administração pela FVG/SP. Eu trabalhei por muitos anos em escritórios de advocacia de grande porte em São Paulo, em multinacionais americanas e europeias e na PwC.

Atualmente moro no Canadá e sou proprietária, juntamente com meu marido, de uma marca própria de açaí. Abrimos uma loja no final do ano passado e estamos montando a segunda loja, bem como a transformação do negócio em franquia, já com interessados no Canadá e em países da América Latina.

Participo de trabalhos voluntários na área de educação no Brasil, sou mãe de dois filhos maravilhosos e dois cachorros muito queridos. Sinto-me privilegiada por ter nascido em uma família muito unida, onde meus pais e irmãos são exemplos para mim e sou feliz por ter amigos que, mesmo à distância, estão sempre presentes na minha vida.   

Para conseguir obter tanto destaque no mercado e se tornar uma referência feminina, quais estratégias você seguiu ? 

Eu sempre acreditei no conhecimento e por isso eu investi muito na minha formação acadêmica. Eu acho que ela me deu a base e a segurança que precisei para me desenvolver e alcançar os meus objetivos de carreira. Outro fator que me ajudou foi o planejamento. Eu busquei traçar meus objetivos precisos e realistas, e a partir deles fui planejando o caminho para alcançá-los.

Ter também um mentor, alguém que me inspirasse profissionalmente foi decisivo.

Qual o projeto que você considera a sua conquista mais marcante na carreira? 

O meu primeiro trabalho na área tributária internacional em uma multinacional holandesa. Nele tive a oportunidade de morar um tempo na Holanda e de aprender bastante sobre o mundo empresarial, já que minha carreira até aquele momento tinha sido em escritórios de advocacia atendendo grandes empresas, mas jamais fazendo parte dela. Lá eu aprendi a tomar decisões importantes em situações que envolviam grandes valores e vários outros departamentos da empresa. Até então eu apenas orientava clientes e indicava alternativas legalmente viáveis, mas eram eles que decidiam. 

Como você lida com as dificuldades e desafios do seu trabalho?

Todos temos dias mais fáceis e dias mais complicados. Nos dias de dificuldades procuro me manter sempre calma para conseguir solucionar o problema. Não me preocupo, naquele momento, em encontrar os “culpados”, foco na solução.

Depois que a “tempestade” passa, eu busco entender o que deu errado ou como eu deveria ter feito para obter uma resposta melhor. “Recarrego” minhas baterias curtindo a companhia da minha família e amigos, praticando esportes que adoro, assistindo filmes e lendo sempre que posso.

O que você diria para as mulheres que pretendem seguir a sua profissão?

Eu acho que o meu conselho é se preparar para a carreira, estudando e assimilando conhecimento em todas as oportunidades em que estiver exposta a eles, seja em uma reunião, em um seminário ou mesmo no bate papo com colegas de trabalho ou pessoas que você admira. Seja dedicada sem perder a sua essência, o seu jeito de ser.

Procure ser modesta e estar sempre disponível para ajudar e aprender. Assuma com responsabilidade suas obrigações mas saiba impor limites quando estes forem necessários. 

Trabalhe sem culpa porque seus filhos não se sentirão abandonados se você se dedicar de verdade a eles nos momentos que estiverem juntos. Eles vão aprender com você e lhe admirar.

Se puder, se dedique a uma causa social. Ao ajudar aos outros você exerce seu lado mais humano e também tem a oportunidade de vivenciar o lado mais humano do próximo. É uma relação de troca gratificante além de você conhecer pessoas muito bacanas.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas