- Publicidade -

“Música é arte, deixe a sua verdade nela” diz o DJ Victor Alc, que largou a faculdade de engenharia para seguir o seu sonho

Em entrevista a BP Money, o DJ Victor Alc contou tudo sobre a sua trajetória profissional, inclusive a reação da família quando ele decidiu desistir da graduação em engenharia civil para seguir o seu sonho de ser DJ!

Considerando um momento complicado no setor musical, por conta da pandemia do COVID-19, Victor falou sobre a ansiedade, seus planos para esse ano e ainda deu dicas para quem deseja seguir no ramo da música!

Confira a entrevista completa:

1. O que te motivou a ser DJ? 

Eu sempre tive a música muito presente na minha vida, principalmente por conta da minha família. Quando eu era bem pequeno, morava com os meus avôs e o meu avô era apaixonado por música, tinha vários discos de vinil em casa.

A minha mãe trabalha com terapia musical e o meu tio é produtor musical. Ou seja, tudo isso fez com que eu olhasse a música com outros olhos e começasse a ter mais interesse.

Aos 12 anos eu já comecei a tocar guitarra e aos 14 anos comecei a tocar bateria. Desde essa época eu já sentia vontade de trabalhar com a música, como por exemplo ter uma banda ou algo do tipo, isso porque a música me proporcionava muita alegria. 

Quando eu comecei a empreender com um amigo de escola, surgiram alguns momentos em que trabalhei com produção e promoção de eventos, a partir disso eu vi a oportunidade de me lançar como DJ. Eu já era apaixonado por música eletrônica e havia estudado, através de vídeos no youtube, a base sobre esse ramo musical.

2. Qual foi a reação da sua família e amigos quando você decidiu seguir a carreira musical? 

A reação das pessoas, no geral, foi tranquila.

Contudo, com o meu pai, ocorreu um “impasse” com relação a minha carreira musical e a faculdade, isso porque eu cursava engenharia civil, mas em determinado momento eu estava super ocupado, com uma empresa que eu tinha na época e com a produtora, e não estava com tempo para focar na faculdade.

Com isso, decidi trancar o curso. Não estava me sentindo confortável e nem satisfeito de pensar em trabalhar com a engenharia.

Em 2019 eu escolhi sair da empresa, de assistência técnica, que eu era sócio e decidi sair também da produtora. Tudo isso para focar 100% na minha carreira como artista, produtor e DJ. Foi ai que comecei a estudar muito, com o intuito de aperfeiçoar as minhas técnicas, ampliar os meus horizontes como empresa mesmo e vender um produto (a minha música) diferencial no mercado.

3. Na sua opinião, qual é o maior desafio dessa profissão? E como você lida com ele? 

O maior desafio, na minha opnião, é conseguir lidar com a ansiedade, principalmente no atual momento, por conta da pandemia do COVID-19. Há mais de 1 ano não está sendo possível realizar shows e apresentar as músicas novas para a galera. Mas esse grande desafio serve de incentivo para que eu busque outras formas de produzir conteúdo e divulgar o meu trabalho.

4. Quais são os seus próximos passos na carreira?

Esse ano estou com uma estratégia diferente. Vou lançar 1 música por mês, para poder liberar todo o material que já tenho, para engajar mais o público. Pretendo atingir o maior número de pessoas com a minha música e de alguma forma, transmitir muito amor e coisas boas. Tem muita coisa boa para rolar e vocês não perdem por esperar!

5. O que você diria para as pessoas que pretendem empreender e seguir no ramo da música?

Eu diria “tenham paciência, estudem bastante, não internalizem tudo o que os outros falam, tenham a sua verdade e principalmente, acreditem no seu trabalho, no seu som. Não faça o som que o mercado te impõe, simplesmente siga a sua emoção e transmita a sua marca através da música. Se você faz um som com autenticidade e com o coração, não tem quem te segure!”

Então a principal dica que eu dou é: música é arte, deixe a sua identidade nela.

Para conhecer o som do DJ Victor Alc e acompanhá-lo nas redes sociais, basta clicar aqui.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas