‘Se houver necessidade, nós apresentaremos a melhor solução’, diz responsável pela BP Seguros

- Publicidade -

Ao entender que um escritório de investimentos deve acompanhar o planejamento financeiro de seus clientes de forma completa, a BP Investimentos inovou mais uma vez e criou um setor exclusivo para a contratação de seguros. Com a experiência do mercado financeiro e a credibilidade nas relações com os clientes, a BP trabalha para oferecer as melhores soluções para suas necessidades.

Para entender melhor o que envolve o novo serviço do escritório, convidamos Andrea Borges, profissional com mais de 15 anos no mercado de seguros e a responsável pelo setor na BP Investimentos. Na entrevista, Andrea conta as vantagens da contratação de um seguro de vida, explica qual é o melhor momento para garanti-lo e apresenta o diferencial da BP no segmento.

Confira a íntegra da entrevista:

Por que o seguro de vida é tão utilizado no planejamento sucessório?

O seguro de vida é uma ferramenta financeira que oferece diversos benefícios, mas o principal é que ele oferece liquidez para a família. Por mais que uma família possua patrimônio, ele provavelmente só poderá ser acessado após inventário e estará imobilizado. Já o seguro é pago de forma integral imediatamente após a entrada na seguradora. Com no máximo 30 dias a família já recebe o recurso para poder manter as despesas do dia à dia e custear o inventário. Os custos com sucessão no Brasil são estimados entre 20%, e para alguns estados até 30%, então a gente consegue ter uma ferramenta financeira que traz uma série de vantagens, como isenção tributária no pagamento do benefício, liquidez e alavancagem de patrimônio.

Qual o melhor momento para contratar um seguro de vida?

O melhor momento é agora. O que impacta na contratação do seguro de vida não são os recursos financeiros, mas sim a sua saúde e os aspectos que permitem que a seguradora aprove o risco. Geralmente, as pessoas pensam em seguro de vida como “seguro de morte”, mas hoje as seguradoras trazem benefícios muito amplos dentro de suas coberturas, com indenizações em vida. O fato de uma pessoa ser jovem e solteira não elimina necessidades de proteção para riscos que a vida apresenta: doenças graves e invalidez, por exemplo. Assim, o melhor momento é sempre o imediato. Enquanto há saúde para ser aprovado.

Então o seguro de vida é útil e necessário a qualquer momento?

Exatamente. Dentro de um planejamento financeiro completo, é fundamental que se amparem riscos inerentes à vida. O seguro vem para amparar e é importante que o indivíduo passe por uma consultoria especializada para entender suas necessidades e as melhores soluções para o momento que ele estará passando. É assim que as soluções e as apólices são desenhadas. Não é algo engessado que sempre esteve presente no mercado, mas sim arquitetado de acordo com a necessidade dos nossos clientes.

Como funciona o processo? O que define a melhor opção para os clientes?

É uma consultoria individualizada, até porque todo indivíduo tem necessidades, rendas e despesas diferentes. É feita uma consultoria baseada nas necessidades de cada um, e não um pacote pronto com benefícios sem vantagens para o cliente. Nós oferecemos o que cada pessoa precisa.

Qual o diferencial da BP Investimentos na contratação de seguros de vida?

Dentro da BP, temos um relacionamento com os clientes voltado para segurança e credibilidade. Queremos oferecer algo que de fato faça sentido para o planejamento e para o patrimônio dele e da família. A intenção é saber se há necessidade. Se houver, nós apresentaremos a melhor solução. O fundamental é a credibilidade que temos com os clientes.

O seguro de vida se encaixa na experiência de planejamento financeiro?

Ter o seguro de vida traz proteções para que o indivíduo tenha recurso, caso a vida traga algum risco. Seja doença grave, seja uma situação de uma invalidez parcial ou total, o indivíduo estará protegido para que possa acumular recursos para realizar seus sonhos. Se ele tem essas proteções, consegue receber indenização da seguradora para manter padrão de vida e educação dos filhos e, principalmente, seguir com a vida realizando a acumulação de recursos através de boas alocações e investimentos e, dessa forma, realizar seus sonhos.

- Publicidade -

Últimas Notícias

Governo planeja medida para liberar R$ 1,4 bilhão para execução de obras no ano que vem

Os ministros da Economia, Paulo Guedes, e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, estão estudando formas de driblar a escassez de recursos do...
- Publicidade -

EUA registra recorde de novos casos de covid-19 e doença se espalha pelo território americano

Os Estados Unidos reportaram 83.757 novos casos de covid-19 na última sexta-feira (23), um recorde de contaminações diárias, de acordo com dados...

Não satisfeito em destruir o ambiente, resolveu destruir o governo, diz Maia sobre Salles

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), entrou neste sábado (24) na briga pública do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, com...

Senado marca votações da agenda econômica para antes das eleições

O Senado Federal adicionou à pauta da Casa para antes das eleições a votação de projetos da agenda econômica. A decisão ocorre...
- Publicidade -

Notícias relacionadas

Alocações no exterior são essenciais, diz analista sobre os BDRs

Disponíveis na bolsa brasileira e tornando-se cada vez mais acessíveis aos investidores em geral, os Brazilian Depositary Receipts (BDRs) são uma forma...

Diversidade é caminho sem volta e torna as empresas melhores, diz fundador da XP

Desde julho, quando divulgou a meta de chegar a 2025 com as mulheres ocupando 50% da equipe, em todos os níveis hierárquicos,...

Lego ou ações da Itausa? O que Heitor, o jovem investidor de 10 anos, quer nesse dia das crianças?

Investidor desde seus 10 anos, Heitor “O investidor” nos mostra como investir pode fazer parte do nosso dia a dia desde cedo,...

“A competição piorou e os negócios devem seguir na mesma linha”, afirma economista sobre a crise dos bancos

Apesar de sempre terem composto um setor bastante consolidado, oferecendo grande retorno, os bancos são alguns dos negócios que mais sofrem para...
- Publicidade -