Tecnologia

França divulga dados de testes com sua moeda digital

o banco central do país não seguirá para o lançamento da moeda.

O Banco da França publicou um relatório com alguns resultados de seus testes com sua moeda digital emitida pelo banco central (CBDC, na sigla em inglês). Segundo a instituição, o experimento tinha o foco na negociação e nas compensações de ativos que são representados em um livro-razão distribuído.

Os testes foram iniciados em 2020, com os detalhes dos primeiros momentos tornados públicos nos primeiros meses deste ano.

“Esses experimentos com uma CBDC do atacado foram feitos em tempo recorde, em menos de um ano, e mostram o quão interessados no assunto estão os participantes do mercado, além de suas expectativas em relação às autoridades públicas”, disse a diretora-geral de estabilidade financeira e operações, Nthalie Aufauvre, em declaração, como antecipou o Money Times.

“Com a emergência de ativos financeiros de forma tokenizada, mostramos que a CBDC, quando combinada com potenciais novas tecnologias, pode garantir a compensação segura das transações desses ativos e, portanto, contribuir com o desenvolvimento seguro dessas inovações”, acrescentou a diretora-geral.

A instituição não seguirá para o próximo estágio com um plano para o lançamento da moeda digital, contudo, pretende realizar testes adicionais utilizando a tecnologia.

“Os testes levantaram algumas questões importantes que precisam ser melhor examinadas”, destacou o Banco Central.

Além da instituição, outros bancos centrais anunciaram estudos sobre projetos semelhantes, um deles foi o Banco Central do Brasil, que já divulgou analisar diretrizes para o real digital e formar uma versão virtual da moeda nacional. Indo na mesma vertente, há projetos de lei tramitando na câmara sobre a adoção de criptomoedas para pagar salários (leia aqui).