Temporada de balanços

Fleury (FLRY3) lucra R$ 81,3 mi no 4T23, alta de 162,6%

Companhia também comunicou a aprovação de R$ 80,5 mi em dividendos

Fleury no 4T23
Fleury (FLRY3) / Foto: Divulgação

A Fleury (FLRY3), empresa de medicina diagnóstica, reportou um lucro líquido de R$ 81,3 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), representando um aumento de 162,6% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Enquanto isso, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 61,7%, atingindo R$ 375,8 milhões no 4T23.

No trimestre, o Fleury, proprietário da marca homônima e de outros selos como a+, registrou uma receita líquida de R$ 1,7 bilhão, apresentando um aumento de 52,9% em comparação com o ano anterior.

Considerando a base “pro forma”, não auditada, que inclui os ativos da Pardini no mesmo período de 2022 para melhor comparabilidade, o crescimento foi de 4,9%, com aumento no faturamento em todas as linhas de negócio.

A receita bruta atingiu R$ 1,83 bilhão, registrando um crescimento de 5,1% em comparação com o mesmo período de 2022. O relatório destacou que esse número foi ajustado para excluir os exames de Covid, que tiveram uma contribuição pouco significativa no trimestre, apresentando um crescimento de 6,5% nesse cenário.

A evolução na receita é atribuída ao crescimento orgânico, ao aumento do atendimento móvel e ao crescimento da divisão Novos Elos.

No serviço principal da empresa, que é o atendimento e realização de exames em medicina diagnóstica para o consumidor final, a receita bruta aumentou 4,6% na base pro forma. No relatório de resultados, a empresa destacou a boa execução da marca a+ e o crescimento do atendimento móvel em São Paulo, o crescimento orgânico em Minas Gerais e o aumento de participação de mercado no Rio de Janeiro.

Fleury: aprovação de dividendos

O Conselho de Administração da empresa também aprovou a distribuição de dividendos aos acionistas, atribuídos ao dividendo mínimo obrigatório do exercício social de 2023. O montante total a ser distribuído será de R$ 80,53 milhões, equivalente a R$ 0,14761361742 por ação, excluindo as ações em tesouraria.

Os acionistas da empresa terão direito aos dividendos se possuírem as ações até o encerramento do pregão de 19 de março de 2024; portanto, os papéis serão negociados ex-dividendos a partir de 20 de março de 2024 (inclusive). O pagamento dos dividendos será realizado em 1 de abril de 2024.

O valor total distribuído em dividendos, incluindo os dividendos aprovados agora e os juros sobre o capital próprio ao longo de 2023, alcança R$ 317,81 milhões em relação ao lucro líquido apurado no exercício social de 2023.