Recomendação

Localiza (RENT3): Citi ajusta preço-alvo; vê melhora em 2025

Na avaliação do banco, a falta de visibilidade na recuperação na venda de veículos torna o investimento arriscado

Localiza ajusta valor de JCP / Divulgação
Localiza ajusta valor de JCP / Divulgação

O Citi aumentou o preço-alvo da Localiza (RENT3) de R$ 58 para R$ 59, representando um potencial de alta de 7,9% em relação ao fechamento de ontem, mantendo sua recomendação neutra.

O banco argumenta que a falta de clareza na recuperação das vendas de veículos torna o investimento arriscado, e prevê que uma melhoria mais significativa nos resultados da empresa só ocorrerá em 2025.

Contudo, os analistas Filipe Nielsen, Stephen Trent e Jay Singh observam que a Localiza entregou resultados mais resistentes do que o previsto no quarto trimestre. No entanto, eles afirmam que as pressões sobre o mercado de seminovos devem persistir pelo menos até o segundo semestre.

“A melhoria nos resultados operacionais podem compensar futuras surpresas negativas nos seminovos”, comentam. A empresa vem melhorando margens nos seus outros negócios com melhor cenário de preços e queda nos juros.

Localiza (RENT3) sobe quase 60% no lucro do 4º trimestre de 2023

Localiza (RENT3) registrou um lucro líquido de R$ 705,6 milhões No quarto trimestre de 2023, representando um aumento de 59,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A receita líquida também teve um crescimento significativo, atingindo R$ 7,9 bilhões, o que representa um avanço de 34,4%.

Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Localiza (RENT3) alcançou R$ 2,75 bilhões, marcando um aumento de 40,1% em comparação com o mesmo período de 2022.

A empresa atribui esse desempenho positivo a uma “evolução relevante” na demanda por aluguel de carros e nas receitas de venda de veículos no quarto trimestre.

A divisão de aluguel de carros registrou um crescimento de 22,3% na receita líquida, totalizando R$ 2,27 bilhões, enquanto a receita da divisão de gestão de frotas aumentou 40,4%, atingindo R$ 1,88 bilhão.