Visando competitividade

Petrobras (PETR4) quer ampliar aportes em gás na Bolívia, diz Chambriard

Esses investimentos precisam demonstrar capacidade de expandir a oferta do gás boliviano no Brasil com preços competitivos

Foto: Rafael Pereira / Agência Petrobras
Foto: Rafael Pereira / Agência Petrobras

Magda Chambriard, presidente da Petrobras (PETR4) afirmou, na terça-feira (90, que a estatal deseja ampliar seus investimentos no setor de gás natural na Bolívia. 

Esses investimentos precisam demonstrar capacidade de expandir a oferta do gás boliviano no Brasil com preços competitivos, com a finalidade de atender a demanda crescente da indústria, disse a CEO da Petrobras. 

Chambriard esteve no Fórum Empresarial Bolívia-Brasil, em Santa Cruz de La Sierra, no país vizinho, quando deu tais declarações. Além disso, ela também lembrou o fato de que a produção boliviana do item atingiu um pico em torno de 60 milhões de metros cúbicos por dia, em 2014.

Metade desse volume era operado pela Petrobras, porém a produção entrou em declínio, de acordo com o “Suno”. Chambriard também destacou que a subsidiária da petroleira na Bolívia já foi responsável por 60% da produção total de gás no país, entre 2007 e 2011.

A produção boliviana tem aproximadamente 35 milhões de metros cúbicos por dia, com cerca de 25% de participação operada pela Petrobras, disse Chambriard. 

Ela também chamou atenção aos 33% das exportações de gás natural do país serem de responsabilidade da Petrobras. Segundo a CEO, a estatal brasileira quer voltar a produzir 30 milhões de metros cúbicos por dia na Bolívia.

No entanto, para chegar a esse patamar, o investimento tem que ser capaz de entregar gás para fertilizantes e para a indústria petroquímica brasileira a preços acessíveis. 

Petrobras (PETR4) assina ‘contrato master’ com Yara Fertilizantes

Petrobras (PETR4) assinou um “master agreement” – ou “contrato master” – com a empresa de origem norueguesa Yara Brasil Fertilizantes para estruturar um potencial negócio em fertilizantes, produção de produtos industriais e descarbonização da produção.

De acordo com a Petrobras (PETR4), o acordo tem caráter não vinculante e vem na sequência de um memorando de entendimentos celebrado entre as empresas em fevereiro.

“O Master Agreement… está alinhado à revisão das diretrizes estratégicas da companhia aprovadas no ano passado, pelas quais o investimento na produção de fertilizantes voltou a fazer parte do portfólio da Petrobras, conforme Plano Estratégico 2024-28+”, destacou a petroleira.

Petrobras (PETR4) assinou um “master agreement” – ou “contrato master” – com a empresa de origem norueguesa Yara Brasil Fertilizantes para estruturar um potencial negócio em fertilizantes, produção de produtos industriais e descarbonização da produção.

De acordo com a Petrobras (PETR4), o acordo tem caráter não vinculante e vem na sequência de um memorando de entendimentos celebrado entre as empresas em fevereiro.

“O Master Agreement… está alinhado à revisão das diretrizes estratégicas da companhia aprovadas no ano passado, pelas quais o investimento na produção de fertilizantes voltou a fazer parte do portfólio da Petrobras, conforme Plano Estratégico 2024-28+”, destacou a petroleira.