- Publicidade -

Saiba mais sobre o fundo BRZ, um dos fundos mais promissores e uma das melhores opções do setor portuário

Os FIP, ou Fundos de Investimento em Participações, são fundos de investimentos que investem em empresas tanto de capital aberto quanto fechado, diferente da maioria dos FI, que investem apenas em empresas de capital aberto. Os Fundos de Investimento em Participação tem como visão participar ativamente no processo de decisões das empresas em que investe, tendo voz ativa nas politicas administrativas e financeiras das empresas em que investiram. 

Um dos FIPs mais promissores do mercado é o BRZ Infra Portos Fundo de Investimentos em Participações em Infraestrutura, negociado sob o ticker BRZP11 e gerido pela BRZ Investimentos Ltda. O FIP BRZP11 tem como publico alvo investidores qualificados, ou seja, com mais de R$1 Milhão investidos ou com certificação no mercado financeiro. 

 O BRZP11 é um FIP que tem como objetivo a aquisição de valores mobiliários portuários, entre eles o fundo possui uma participação indireta no Porto de Itapoá, participando ativamente na tomada de decisões da empresa. O Porto de Itapoá foi o terceiro maior porto do Brasil em movimentação de contêineres no ano de 2019, representando 7% do Market share brasileiro. O Porto de Itapoá ainda está próximo a Joinville (cidade mais industrializada de Santa Catarina) e Curitiba, sendo uma ótima entrada e saída de recursos para aquela região. 

Quanto as vantagens financeiras ao investir em um fundo como o BRZP11, o investidor pessoa física fica isento de imposto de renda e também é isento do pagamento de alíquota no ganho de capital. Segundo a Renova Invest, equipe de analistas de investimentos, os rendimentos do BRZP11 devem ser significantes, principalmente,  a partir de 2026. O setor portuário represente cerca de 90% das exportações do Brasil, apesar disso o volume de contêineres ainda é baixo e há muito espaço para o crescimento desse setor no longo prazo.

O investimento em BRZ Infra Portos Fundo de Investimentos em Participações em Infraestrutura, o BRZP11, tem como principais investidores os indivíduos que acreditam no potencial do setor portuário do Brasil, principalmente no longo prazo. Durante a pandemia o setor de portos performou bem e aumentou seus ganhos, além disso o Governo Federal, prevê que o setor deve movimentar mais de R$30 bilhões até 2022 com diversos leilões (cerca de 30) e contratos de adesão de terminais de uso privado (mais de 60). Ao investir em BRZP11, os investidores devem estar cientes de poucos dividendos no curto prazo, devido a uma dívida do fundo com o BNDS, entretanto devem focar na alta valorização de suas cotas no longo prazo.

 O FIP BRZP11 é bastante interessante para investidores qualificados que acreditam no potencial do setor portuário e confiam na administração do fundo pela BRZ Investimentos Ltda. Investir em um FIP como o BRZP11 é uma boa opção de diversificação de carteira e uma ótima opção, da perspectiva atual, para o longo prazo. 

Atualmente o BRZP11 está com um preço unitário na casa dos R$81 (10 de junho de 2021), e nos últimos meses o ativo tem sofrido bastante com a volatilidade. Pedro Queiroz (Head de renda variável da BP Money) sinaliza o grande potencial do ativo: “Esse ativo sofreu muito com a oscilação, e as pessoas não entendiam o porquê da tese. Cada dia mais que essa irracionalidade impactava o fundo, o BRZP se tornava uma oportunidade de investimento claro. Estamos falando de TIR 18%. No futuro, BRZP será uma grande pagadora de dividendos, com retorno elevadíssimo para quem aproveitou dessa oscilação”.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias relacionadas