Proventos

Telefônica Brasil (VIVT3) paga R$ 300 mi em JCP; veja valor por ação

Os proventos serão creditados a cada acionista, com base na posição acionária registrada ao final do dia 28 deste ano

Telefônica Brasil (VIVT3)
Telefônica Brasil (VIVT3) (Foto: reprodução)

O conselho de administração da Telefônica Brasil (VIVT3), empresa controladora da Vivo, aprovou a distribuição de R$ 255 milhões em JCP (juros sobre capital próprio), equivalente a um valor líquido de R$ 0,15430380506 por ação.

Os JCP serão creditados individualmente a cada acionista, com base na posição acionária registrada ao final do dia 28 de março de 2024. Após essa data, as ações serão consideradas “ex-juros”.

O pagamento desses proventos será realizado até 30 de abril de 2025, com a data exata a ser determinada pela diretoria da companhia.

Telefônica Brasil (VIVT3) tem lucro líquido de R$ 1,6 bi no 4TRI23

A Telefônica Brasil (VIVT3) divulgou, na última terça-feira (20), que fechou o quarto trimestre de 2023 (4T23) com lucro líquido de R$ 1,6 bilhão. O valor expressa um aumento de 42,1%, com relação aos três últimos trimestres do ano anterior. 

Já a somatória do Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização — da Telefônica Brasil (VIVT3) chegou a R$ 5,8 bilhões no período de outubro a dezembro de 2023, de acordo com o Valor Investe. O número é um avanço de 9,9% na comparação anual. 

Enquanto isso, a receita total da empresa fechou com total de R$ 13,5 bilhões, alta de 6,9% ante o mesmo período de 2022. Dentre as vertentes de receita que registraram maior crescimento, o serviço de fibra óptica até a casa do cliente cresceu 16,5%, frente o 4T22. O valor fechou em US$ 1,6 bilhão.

Da mesma forma, o faturamento da Telefônica Brasil com serviços de telefonia móvel pós-paga cresceu 11,3% no trimestre, totalizando R$ 7,1 bilhões.

Telefônica Brasil (VIVT3) inicia recompra de R$ 1 bi em ações

Uma nova atividade da Telefônica Brasil (VIVT3) no mercado teve início nesta terça-feira (5). A empresa aprovou um programa de recompra de até 40.827.672 de ações ordinárias, com valor máximo de R$ 1 bilhão a ser utilizado. 

O número de ações citado, equivale a 2,5% do total de ações que circulam no momento. De acordo com o Valor Econômico, o programa da Telefônica Brasil terá duração de 12 meses. Dessa forma, o prazo para o encerramento seria em 4 de março do ano que vem.

A companhia de telecomuinicações brasileira afirma que o objetivo é incrementar o valor aos acionistas, através da aplicaçaõ eficiente do caixa. 

No mais, outro anúncio feito pela empresa foi quanto ao pagamento de R$ 1,5 bilhão da redução de capital, aprovada em janeiro deste ano, para o dia 10 de julho. 

Os acionistas na base da Telefônica Brasil recebereão o valor por ação, estipulado em R$ 0,99, até o dia 10 de abril. As ações serão negociadas como “ex-direitos” a partir do dia seguinte (11 de abril).