empresa deverá pagar milhares de dólares

NVidia (NVDC34) diz respeitar leis de direitos autorais

A afirmativa veio em resposta a acusação de que a NVidia (NVDC34) usou publicações de autores sem autorização.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A NVidia (NVDC34) anunciou que a NeMo, sua plataforma de IA (inteligência artificial), foi desenvolvida respeitando as leis de direitos autorias e o compliance. 

A afirmativa veio em resposta a um grupo de autores: Abdi Nazemian, Brian Keene e Stewart O’Nan. Eles estão processando a empresa sob a alegação de que a companhia usou suas publicações sem autorização. 

A ação judicial foi impetada na sexta-feira (8), em São Francisco, nos EUA. A alegação é que a NVidia (NVDC34) usou os livros para treinar a plataforma NeMo

“Respeitamos os direitos de todos os criadores de conteúdo e acreditamos que o NeMo foi desenvolvido respeitando totalmente compliance e leis de direitos autorais”, declarou a Nvidia, conforme antecipado pelo “Valor Econômico”.

Para contextualizar, a plataforma NeMo foi lançada em 2022. Seu objetivo de auxiliar desenvolvedores a criar e aplicar modelos de IA em produtos como chatbots, elaboração de código e afins. 

Os autores pedem indenização e acusam a fabricadora de chips de infligir direitos de “Like A Love Story”, de “Keene”, de “Nazemian”, “Ghost Walk”, e “Last Night At The Lobster”, de O’Nan para treinar os modelos.

O valor da indenização será definido pela justiça, mas advogados que representam as partes estipulam que a companhia precise pagar centenas de milhões de dólares. 

NVidia (NVDC34) deve superar Apple (AAPL34) em valor de mercado

A NVidia (NVDC34) está no caminho de se tornar a segunda empresa mais valiosa do mundo, ultrapassando a Apple (AAPL34). Após a rápida recuperação de suas ações induzida pela IA (inteligência artificial), o valor de mercado da empresa ultrapassou os US$ 2 trilhões em nove meses.

A recuperação fez a NVidia sair na frente da Alphabet (GOGL34), Saudi Aramco e Amazon (AMZO34).com.

No momento, o valor de mercado da companhia é de cerca de US$ 2,38 trilhões, ficando atrás da Apple, por aproximadamente US$ 230 bilhões, e da Microsoft (MSFT34), por US$ 645 bilhões.