Dinheiro

E se os personagens de Friends investissem na Bolsa? Conheça o possível perfil de cada um deles

Mariana Puonzoem 21 de julho de 2021 10:24
  • É impossível não conhecer alguém que seja fissurado em Friends ou nunca ter visto os personagens em sites e redes sociais
  • Como todo bom seriado, possui milhares de quizzes dos mais diversos tipos
  • Relembre os seis amigos mais conhecidos do mundo e descubra qual personagem se encaixa no seu perfil de investidor!

Friends é uma série atemporal e, convenhamos, uma das mais populares em todo o mundo. Por mais que alguns não tenham assistido, é impossível não conhecer alguém que seja fissurado na história ou nunca ter visto os personagens em sites e redes sociais, ainda mais com a nova reunião do elenco para um episódio especial após 17 anos do fim da trama, estreado em 29 de junho. 

Como todo bom seriado, Friends possui milhares de quizzes dos mais diversos tipos, criados para fãs se identificarem e se aproximarem ainda mais desses amigos inseparáveis. Mas já pensou como seria se Rachel tivesse aproveitado o período em que trabalhou na Ralph Lauren para investir em um rendimento internacional de moda como ela tanto gostava?

Ou mais: como seria se Phoebe transformasse seus valores e princípios sustentáveis em estratégias para lucrar com empresas que cuidam do meio ambiente e possuem responsabilidade social? Será que Joey não poderia ter tido uma vida mais estável se, em paralelo com seu lado ator, apostasse em uma carteira diversificada, porém sólida?

Confira quais perfis de investidor se encaixam para os personagens e descubra qual você seria!

Monica Geller (Courtney Cox)

Detentora de uma carteira bem balanceada, Monica provavelmente levaria sua mania de organização para os investimentos e desenvolveria percentuais bem definidos para cada categoria e setor. O foco da chef seria a segurança, com aplicações em várias classes de ativos, sem se privar de ter certa exposição a renda variável (principalmente FIIs), mas com uma base bem sólida em investimentos de renda fixa, principalmente títulos públicos (Tesouro direto). Além disso, se preocuparia com o longo prazo e não abriria mão de aportes constantes em um fundo de previdência.

Rachel Green (Jennifer Aniston)

Rachel teria mais predisposição a novos tipos de ativos, embora também se preocupe em manter uma base sólida. A ex-garçonete se permitiria ter uma exposição maior a ativos que tenham um risco levemente superior, mas com possibilidade de retornos maiores. Pensando nisso, seria a cara de Rachel gostar de ações, FIIs, fundos multimercados, fundos internacionais, private equities, etc. Como sua paixão pela moda só aumentou durante o enredo, nada mais justo do que ela buscar a internacionalização da sua carteira com fundos que possuam exposição no exterior ou até BDRs, por exemplo.

Phoebe Buffay (Lisa Kudrow)

Todos a conhecem por seu jeitinho engraçado e espontâneo, mas Phoebe vai muito além disso. Dona de uma personalidade forte, é contra a globalização, a produção em massa e grandes cadeias corporativas de serviços, sem contar que ela é vegetariana. Por isso, a aspirante a cantora adoraria investir em empresas que tenham boa governança corporativa, mentalidade ESG, responsabilidade social, etc. Como é uma pessoa fora do senso comum, ela certamente escolheria fundos alternativos, como os de cannabis e coe de urânio.
 
Ross Geller (David Schwimmer)

Apesar de ter uma mentalidade de investimentos próxima a de Monica, sua irmã, Ross também gostaria de investimentos que gerem dividendos ou fluxo de pagamentos tanto em renda variável (ações, FIIs) quanto em renda fixa (CRIs/CRAs com cupom de juros ou Tesouro com Juros semestrais). O principal? O professor com certeza teria um assessor do mercado para o ajudar a fazer as melhores escolhas e não cair em mais uma de suas famosas ciladas. A ajuda seria fundamental, já que Ross trabalha avidamente e não dispõe de muito tempo para administrar suas finanças. 

Sem espaço na sua agenda para dedicar 100% do seu dia ao seus investimentos? Faça como Ross e procure a ajuda de um assessor especializado.

Na BP isso é possível, e o melhor: com custo zero! Clique aqui e saiba mais. 

Joey Tribbiani (Matt LeBlanc)

Apesar de gastar milhares de horas tentando conquistar mulheres com sua icônica frase “how you doing?”, Joey não procuraria muitas variáveis na hora de investir. Sem paciência para lidar com coisas taxadas por ele como ‘complexas’, o próprio preferiria optar por fundos de boas gestoras do que escolher ele mesmo os produtos isoladamente.

Sendo assim, Joey teria uma carteira bem diversificada com todas as classes de fundos. Além de uma base bem sólida em fundos de renda fixa, também estariam incluídos fundos multimercados e de ações. E mais: quando se trata de bolsa de valores, o ator provavelmente se interessaria pelos ETFs, que são fundos de índice, ou seja, é um ativo que segue um índice. 

Chandler Bing (Matthew Perry)

Chandler busca certezas e estabilidade, portanto o Tesouro Direto (ativos expostos ao chamado risco soberano ou “risco Brasil”) seria uma opção certeira para ele. Entretanto, mais diversificações iriam compor sua carteira, como Tesouro Selic, Tesouro IPCA+ e Tesouro Pré-fixado. Tendo essa base super sólida bem definida, Chandler ainda aceitaria certa exposição a ativos de Renda Fixa cobertos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). 

Por fim, como alguém que busca segurança, ele não abriria mão da reserva de emergência e da reserva de oportunidade, fazendo uso dos famosos fundos D+0 que possuem alta liquidez (velocidade em se ter o dinheiro quando se precisa dele em alguma emergência inesperada ou em alguma oportunidade única). 

E aí, se identificou com algum? Clique aqui e agende uma reunião para descobrir o seu perfil de investidor!

Relacionadas