Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.

Dinheiro

Volume de serviços avança 1,1% em julho

Luiza Gonaçalvesem 14 de setembro de 2021 10:09
  • O indicador ficou 3,9% acima do nível pré-pandemia;
  • Contudo, o setor de serviços ainda está 7,7% abaixo do recorde histórico que foi alcançado em novembro de 2014;
  • O resultado foi impulsionado pelo setor de serviços prestados à famílias e os serviços profissionais, administrativos e complementares.

O volume de serviços avançou 1,1% de junho para julho, indo para a quarta taxa positiva consecutiva, acumulando ganhos de 5,8% no período. Com o resultado, o setor fica 3,9% acima do nível pré-pandemia registrado em fevereiro de 2020, além de chegar ao maior patamar desde março de 2016.

Contudo, o setor de serviços ainda está 7,7% abaixo do recorde histórico que foi alcançado em novembro de 2014, de acordo com os dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgados nesta terça-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Se Comparado com o mesmo período em 2020, o avanço é de 17,8%. Já no acumulado do ano, o setor cresceu 10,7%, e em 12 meses o avanço é de 2,9% até julho.

O resultado foi impulsionado por duas das cinco atividades calculadas, o setor de serviços prestados à famílias, avanço de 3,8%, e os serviços profissionais, administrativos e complementares, que subiu 0,6%.

“Essas duas atividades são justamente aquelas que mais perderam nos meses mais agudos da pandemia. São as atividades com serviços de caráter presencial que vêm, paulatinamente, com a flexibilização e o avanço da vacinação, tentando recuperar a perda ocasionada entre março e maio do ano passado”, explicou Rodrigo Lobo, o analista da pesquisa.
 

 

Relacionadas