Bolsa

Ibovespa fecha em leve alta puxado por petróleo e balanços; dólar cai a R$ 5,19

Redação BP Moneyem 21 de julho de 2021 18:25

    O Ibovespa encerrou em leve alta nesta quarta-feira (21), puxado pelo avanço no preço do petróleo e pelo dia positivo em Wall Street. Além disso, os resultados do segundo trimestre continuam movimentando o mercado interno. 

    A cotação do barril do Brent avançou mais de 4%, estendendo os ganhos do pregão passado. Com isso, as ações da Petrobras tiveram alta de 1,61%. 

    Em relação as empresas, os papéis da IRB (IRB3) saltaram 8,5% depois que o lucro líquido referente a maio foi reportado. Os dados, que revelaram acúmulo de R$ 7,5 milhões para o período, fizeram a companhia reverter o prejuízo de R$ 202,1 milhões registrado em 2020.

    A atenção dos investidores também ficou voltada a notícia divulgada pela Receita Federal, pois a arrecadação em junho chegou a R$ 896,8 bilhões no primeiro semestre de 2021, o melhor resultado para o período na série histórica (iniciada em 1995, mas padronizada em 2000).

    Já na política, o ministro da Economia, Paulo Guedes, reiterou que governo pretende taxar os dividendos distribuídos às pessoas físicas em 20%. “O essencial nós faremos, que é tributar juros e dividendos, reduzir a tributação para 31 milhões de brasileiros, os contribuintes assalariados, e isentar os profissionais liberais, que se chamam os pejotinhas”, afirmou. 

    Bolsa

    O Ibovespa avançou 0,42%, a 125.929 pontos com volume financeiro negociado de R$ 24,466 bilhões.

    Dólar 

    O dólar comercial registrou queda de 0,76% a R$ 5,191 na compra e a R$ 5,192 na venda.

    Ibovespa pela tarde

    Às 16h09 (horário de Brasília), o principal benchmark da bolsa subia 0,45%, a 125.965 pontos. O dólar comercial virava para queda de 0,84 a R$ 5,21.

    Às 14h36 (horário de Brasília), o índice avançava 0,27%, a 125.734 pontos. O dólar comercial operava em alta de 0,42 a R$ 5,21.

    Índice ao meio-dia 

    Às 12h36 (horário de Brasília), o Ibovespa tinha alta de 0,11%, a 124.534 pontos. O dólar comercial operava em alta de 0,06% a R$ 5,23.

    Como foi a baertura do Ibovespa?

    Às 10h12 (horário de Brasília), o Ibovespa tinha leve variação negativa de 0,03%, a 125.367 pontos. O dólar comercial teve alta de 0,14% a R$ 5,23.

    Nesta quarta-feira (21), o Ibovespa opera entre perdas e ganhos, refletindo os temores do avanço da variante delta do coronavírus. No Brasil, a temporada de resultados das emprensas referente ao segundo trimestre de 2021 é destaque no noticiário corporativo.

    Pré abertura da Bolsa

    O Ibovespa encerrou o pregão de terça-feira (20) em alta, puxado pela recuperação econômica global e de Wall Street. Os receios em relação à variante Delta da Covid-19 no país foram ofuscados pelo início da temporada de resultados do segundo trimestre e pelo desempenho positivo de papéis da Petrobras e de companhias do setor frigorífico.

    Ainda no Brasil, investidores aguardam a divulgação de dados da arrecadação de junho, além de balanços do segundo trimestre da Bolsa Brasileira (B3).

    As principais bolsas internacionais e os índices futuros dos Estados Unidos têm altas na manhã desta quarta-feira (21).

    Na véspera, papéis de várias empresas de diversos países do mundo tiveram fortes avanços após uma venda generalizada na segunda-feira (19) por conta de temores em relação ao avanço da pandemia da Covid-19.

    Nos Estados Unidos, o rendimento dos títulos norte-americanos estabilizou em torno de 1,2% após o recuo mais expressivo em cinco meses na segunda-feira. Mesmo com recuperação, investidores ainda temem inflação. Além disso, o país está enfrentando o avanço do número de infecções por Covid, e o governo tem tido dificuldade de elevar o percentual da quantidade de pessoas que já foram completamente imunizadas, atualmente o patamar está em 48,28%.

    O especialista em doenças infecciosas dos EUA, Anthony Fauci, declarou durante uma audiência no Senado norte-americano que a variante Delta é responsável por mais de 80% dos novos casos de infecção.

    Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 economias europeias, sobe 1,23%.

    Já na Ásia, o Ministério de Finanças do Japão divulgou que o número de exportações no país subiu 48,6% em junho, se comparado com o mês anterior. O resultado ficou acima da expectativa de elevação de 46,2% de analistas ouvidos pela Reuters, como informou o InfoMoney.

    Confira os principais índices às 7h20:
     
    ÁSIA
    Nikkei 225 [+0,58%]
    S&P/A SX 200 [+0,78%]
    Hang Seng [-0,04%]
    Shanghai [+0,73%]
     
    EUROPA
    DAX [+0,88%]
    FTSE 100 [+1,66%]
    CAC 40 [+1,31%]
    SMI [+0,78%]
     
    ÍNDICES FUTUROS EUA
    US 30 [+0,52%]
    S&P 500 [+0,37%]
    Nasdaq [+0,04%]
    Russell 2000 [+0,88%]
     
    COMMODITIES
    Ouro [-0,40%] US$ 1.804,35
    Prata [+0,83%] US$ 25,207
    Cobre [+0,08%] US$ 4,2665
    Petróleo WTI [+1,12%] US$ 67,97
    Petróleo Brent [+1,17%] US$ 70,16

     

    Relacionadas