Ocasional

Coletivo de artistas queima obra de Picasso para leiloar como NFT

Redação BP Money em 21 de julho de 2021 12:23
  • A pintura foi transformada em token não-fungível (NTF) em blockchain
  • A ideia do coletivo era leiloar um único NFT da obra
  • O leilão, ainda em andamento, teve o lance inicial de cerca de US$ 500 dólares.

Um coletivo de artistas dos Estados Unidos divulgou um vídeo na última quinta-feira (15) que registra eles queimando um rascunho original de Fumeur V de Pablo Picasso. A pintura, de 1964, foi adquirida em um leilão da Christie’s, em abril, por R$ 105 mil para ser tokenizado e destruído como parte do projeto “Burned Picasso” (“Picasso Queimado”) que tem como objetivo, segundo os artistas, eternizar a obra no blockchain. 

A pintura foi transformada em token não-fungível (NTF) em blockchain e depois queimada. A gravação do ato foi publicada nas redes sociais. 

Segundo a Exame, a ideia do coletivo era leiloar um único NFT da obra, porém mesmo após a queima o desenho ainda permanece visível. Com assinatura do pintor praticamente intacta e uma forma semelhante a um coração criado pelo calor, os integrantes do coletivo decidiram fazer dois NFTs, um antes e outros depois da queima, e entregar ao comprador também os restos queimados emoldurados.

O leilão, ainda em andamento, teve o lance inicial de cerca de US$ 500 dólares.

"A extensa obra de Picasso foi além de influente. O 'Picasso Queimado' está preservando uma única peça, tornando-a imutável no blockchain para sempre", afirma o texto do coletivo na plataforma Unique.One, onde o NFT será vendido.

Confira o vídeo da queima da obra original de Picasso clicando aqui

Relacionadas